Empreendedor um ser um tanto quanto incompreendido

Empreendedor é um ser meio estranho, de hábitos esquisitos e na maior parte das vezes incompreendido.

Tem um prazer enorme em ler, estudar, testar, trocar ideias com outros seres da sua tribo.

Vibra loucamente quando havia prometido a si que não iria a mais um evento até um outro maluco e bem-intencionado como ele lhe convencer do contrário.

Fica eufórico com pedidos de livros que faz a Amazon e outras livrarias, vibra com os áudios e mensagens de seus clientes.

Não sabe muito a diferença entre sexta à noite e segunda de manhã até mesmo porque final de semana é apenas uma referência no calendário.

Às vezes dorme muito tarde e acorda cedo, outras vezes acorda tarde e vara a madrugada e outras vezes não dorme.

Relacionar-se com ele sem ser da bolha é bastante desafiador porque não entende essa rotina muitas vezes sem rotina que no final das contas primeiro ele não quer ter e depois descobre que ter rotina e disciplina é ter liberdade.

É meio doido porque acredita e enxerga algo que ainda não existe, mas que ele vê, é real, concreto e faz o olho brilhar.

Cada dia faz uma pequena bobagem e ao mesmo tempo aprende outras tantas, se supera, melhora e cresce no caos. É uma vida louca, mas certamente uma vida fascinante. E de verdade esse cara é tudo menos morno.

O mundo precisa de mais pessoas ousadas, inconformadas, que acreditam que podem mudar o mundo.

Nunca imaginei que esse estilo de vida fosse tão a minha cara e se é a sua também vamos juntos realizar.

Porque empreender realmente transforma!